user_mobilelogo

Fruto do excelente andamento, a dupla Carlos e Afonso Gonçalves subiram ao pódio no passado fim de sem ana no Rali de Pedras Salgados, mais uma prova do Campeonato Regional de Ralis.Ao volante do seu Fiat Punto, depois da cerimónia do pódio, Carlos Gonçalves descreveu-nos aquilo que sucedeu a bordo do carro de marca  italiana, começando por nos dizer “ correu até muito bem, sem grandes problemas, andamos o que estava ao nosso alcance, não quis arriscar nada, fomos ao pódio, o que me deixou muito feliz, e muita gente presente ficou surpreendida com as prestações do nosso carro.Por isso balanço positivo, agora há que começar já a pensar na próxima prova “, disse-nos.

A jornada de abertura do Campeonato Nacional de Clássicos não foi de  modo algum favorável a Arnaldo Marques, que nos começou a dizer o que se passou “ na realidade foi um fim de semana abaixo das expectativas e objectivos a alcançar, queria os dois pódios .A verdade é que o Datsun 1200 não esteve no seu melhor, pois logo na primeira corrida surgiram problemas eléctricos e admissão que não me permitiram a vitória.Mesmo assim com esforço e perseverança consegui a segunda posição, numa corrida muito disputada onde me diverti muito, principalmente com a luta em que me envolvi com o Mini de José Filipe Nogueira”.

Mostrando sempre um andamento fabuloso, com a obtenção da pole position, pelo menos quem, assim não o entendeu foi o Porsche 911 RSR, que desta feita na jornada inaugural do Campeonato Nacional de Clássicos, nas duas corridas teve problemas.Assim João Macedo e Silva descreveu-nos com foi o fim de semana no Estoril começando por dizer “ foi mesmo muito azar, na frente da corrida…Esta primeira corrida não foi nada positiva, estava na liderança, quando a meio da corrida o tirante do acelerador saiu do sitio.Encostei o Porsche 911 RSR, saí do carro, e consegui encaixar de novo o tirante no seu respectivo lugar, e voltei à pista.Mesmo assim consegui recuperar algumas posições e cortei a linha de chegada na 20ª posição”.

Depois do pódio obtido no Rali Vinho do Dão, a Competisport prossegue já a partir de amanhã com a 4ª ronda da Taça Nacional de Ralis Terra, o Rali de Baião/Amarante.

A prova voltará a estar a cargo do Clube Automóvel de Amarante e volta a ter como palco as míticas especiais na Serra do Marão, muito do agrado dos pilotos, face ao seu excelente estado dos pisos, num rali que promete uma luta interessante pela vitória, já que são vários os protagonistas candidatos ao triunfo.

João Francisco Vieira está de regresso à Taça Nacional de Ralis Terra e estará à partida da edição de 2017 do Rali de Baião – Amarante que irá para a estrada a 5 e 6 de Maio.

Após a vitória alcançada na jornada de abertura na Rampa da penha ao volante do seu Seat leon Cup Race , Luís Nunes quer obter nova vitória na Rampa da Falperra, uma das que mais gosta de participar. Sobre os objectivos foi claro “ espero que o carro esteja perfeito, eu estou muito motivado para dar o meu melhor, num dos meus traçados preferidos. Sei que não vai ser fácil,  os meus adversários estão muito fortes como deu para ver na prova de abertura, mas isso é saudável é assim que eu gosto de competir para me obrigar a dar tudo em pista e valorizar o meu resultado seja ele qual for. “, disse-nos.

Depois da vitória nos Gt’s no Rallye Casino de Espinho, a Baião Rallye Team irá marcar presença na edição de 2017 do Rali de Baião/Amarante prova pontuável para a Taça Nacional de Ralis de Terra.