user_mobilelogo

Dakar by Rebelo Martins é um blog que conta a visão do piloto oliveirense sobre a grande maratona do Todo-o-Terreno.

https://dakarbyrebelomartins.blogspot.com

Uma das mais duras edições da história Dakar foi também madrasta para as aspirações de Carlos Sousa no Duster da Renault Sport Argentina. O piloto português foi obrigado a desistir na ligação para a 8ª etapa, na sequência de uma fuga de óleo no radiador. Um problema detetado na especial de ontem, mas impossível de resolver pela equipa, pelo facto de, nas etapas-maratona, só os pilotos estarem autorizados a fazer reparações e pelos seus próprios meios. Uma desistência inglória, face à determinação e perseverança com que a formação do Duster, com o número 315 nas portas, ultrapassou a primeira semana de prova.

  • Equipa vai estrear o C3 R5 em 2018
  • O Citroën Vodafone Team prepara-se para regressar ao Campeonato de Portugal de Ralis (CPR), com a aposta na revalidação dos títulos - Pilotos e Navegadores - alcançados pela equipa há duas temporadas, pela dupla José Pedro Fontes/Inês Ponte.
  • A equipa prevê alinhar nas 9 provas de uma temporada que se inicia em Fafe, em meados de Fevereiro, terminando a meio de Novembro, no Algarve.
  • Com a motivação em alta para a presente temporada, o Citroën Vodafone Team irá utilizar duas viaturas, iniciando-se o ano com o fiel e comprovado DS 3 R5, modelo vitorioso por diversas vezes e detentor dos títulos conjuntos de 2015 e 2016, a que se seguirá o novo Citroën C3 R5, o mais recente modelo de competição com assinatura Citroën Racing.
  • A preparação das viaturas manter-se-á a cargo dos profissionais da Sports & You.

Quando os portugueses estiverem reunidos à mesa, Carlos Sousa está a partir para o oitavo dia do Dakar. Às 13h32, o almadense desafia a segunda metade da etapa-maratona, ao volante do Duster que não recebeu assistência ‘pesada’ no final da ‘especial’ de ontem. Ou seja, o piloto nacional e o navegador fizeram de mecânicos até ao início da madrugada em Portugal. Um esforço suplementar, depois de mais uma etapa não isenta de percalços, mas onde, ainda assim, estabeleceram o 23º melhor tempo – ocupam resultado idêntico na classificação geral.

Depois de cinco etapas pródigas em dramas, o sexto dia do Dakar foi relativamente calmo, sendo marcado pela despedida do Peru e a entrada na Bolívia. O português Carlos Sousa, aos comandos do Duster, foi o 18º mais rápido nos 313 quilómetros cronometrados da especial e ascendeu ao 25º lugar da classificação geral. Hoje, (sexta-feira), o Dakar cumpre o tradicional dia de descanso na cidade de La Paz.

Foi um longo dia atrás do volante para todas as equipas, numa altura em que o Rali Dakar 2018 entra nas exigentes Etapas de elevada altitude da Bolívia. Rumando à capital do país, por caminhos muito diferentes dos que se haviam visto até aqui, a PEUGEOT manteve o controlo da prova, alcançando a sua quarta vitória em Etapas nesta edição, desta vez através de Carlos Sainz – a sua primeira este ano – reforçando a posição da equipa com uma dobradinha nesta Especial, resultado semelhante ao que tem na Classificação Geral. A boa notícia para todas as equipas é que se segue um bem merecido dia de descanso, numa altura em que a prova atinge a sua metade. Após uma primeira semana bem dramática, é impossível prever o que se seguirá...

Sob a iniciativa da Newsale e com a chancela da FPAK, em 2018, vai ser desenvolvido um programa de promoção do karting em Portugal: o Kart Kid Race School. Esta iniciativa visa preparar da melhor forma possível a entrada dos jovens no mundo da competição e dos Campeonatos Nacionais.