user_mobilelogo
  • Partiu da posição 98 e foi o 41º na etapa com que completou metade do Dakar

Depois de na véspera ter tido um dia difícil no Rali Dakar, Fausto Mota regressou ao andamento que lhe é característico e, de uma assentada, “galgou” 57 posições. Partiu da posição 98 de Moquegua, onde ficou instalado o bivouac da etapa maratona e foi o 41º na classificação da etapa que levou a caravana de regresso a Arequipa onde se goza hoje um merecido dia de descanso.

Com essa prestação o piloto do Tesla-Tamega Rally que, fruto dos problemas na véspera, tinha descido da posição para a 66, ascendeu agora ao 50º lugar da classificação geral absoluta sendo ainda o 9º classificado da classe maratona.

De salientar que em 2018 Fausto Mota foi o único português a concluir o Dakar sendo que felizmente este ano o piloto conta com a companhia de diversos compatriotas, dois dos quais inclusive na mesma estrutura de assistência que lhe dá apoio.

Arequipa é a segunda maior cidade do Peru e também foi a primeira cidade a receber o Dakar em 2012. Também “serviu de bivouac” em 2013 e 2018. AS motos e quad deixarão este bivouac ainda durante a noite para, numa ligação de 200 quilómetros, se deslocaram a um outro já perto do início da sexta especial que se realiza amanhã.

Acompanhe o piloto no Facebook 

Mais informações sobre a prova em: https://www.dakar.com/

Classificações em: http://trackingdakar.com/

54 dk19 marcelomachadodemelo 037473